Israel, nação sacerdotal – Parte V

Entendendo o Conflito em Gaza

Inimigos naturais de Israel :

1) Ismael: Gn. 16:11-12 : “Disse-lhe também o anjo do SENHOR: Eis que concebeste, e darás à luz um filho, e chamarás o seu nome Ismael; porquanto o SENHOR ouviu a tua aflição. E ele será homem feroz, e a sua mão será contra todos, e a mão de todos contra ele; e habitará diante da face de todos os seus irmãos.”

De Ismael foram formadas as nações árabes .

2) Os Filisteus .

Povo numeroso que dominava sobre Israel no tempo dos Juízes ( Jz.14:4 )

Tinham por costume torturar terrivelmente os povos dominados . Ex: arrancaram os olhos de Sansão .

Tomaram de Israel 5 cidades : Gaza, Ashkelon, Ashdod , Ekron , Gate.

Tomaram a Arca de Deus . I Samuel 5

Não era um povo natural de Canaã, porém advindo do Egito . Gn. 10: 13-14

Eram notavelmente hábeis e conhecidos  nas artes Navais .

Região onde habitavam os Filisteus: Gaza

A região onde habitavam os filisteus: (Filistia)

1

Julgamento de Deus para a região e para o povo filisteu :

Sofonias 2:5

Ai dos habitantes da costa do mar, a nação dos quereteus! A palavra do SENHOR será contra vós, ó Canaã, terra dos filisteus; e eu vos destruirei, até que não haja morador.

Ezequiel 25:15-16:

 “Assim diz o Senhor DEUS: Porquanto os filisteus se houveram vingativamente, e executaram vingança com desprezo de coração, para destruírem com perpétua inimizade, portanto assim diz o Senhor DEUS: Eis que eu estendo a minha mão sobre os filisteus, e arrancarei os quereteus, e destruirei o restante da costa do mar”.

O rei Nabucodonozor levou cativo também os Filisteus e nunca mais na história  se ouviu falar deles.

A palavra “Filistin ”  ( Filisteus) é muito parecida com a palavra “Palestina”,  por quê?

Filístia em Hebraico é “Filistin”, que é Palestina no Português.

Observem os mapas de Israel nas suas bíblias. Que nome vocês observam no mapa de Israel?

O nome “Palestina” foi um nome que os romanos deram a Israel após o ano 70d.C.  (quando o povo Filisteu já tinha desaparecido)

Após esta data, Israel foi invadida por vários impérios, e durante quase 2000 anos foi conhecido como Palestina, apesar de vários povos  diferentes o terem dominado.

Finalmente a “Palestina” passa a ser controlada pela Inglaterra, e seus últimos habitantes eram de maioria árabe  (Ismaelitas ) denominados “Palestinos”.

2

3

 Em 1948, cria-se o Estado de Israel em seu território historicamente conhecido: em Israel.

A Faixa de Gaza (até então improdutiva)  foi anexada ao território israelense em 1967, junto com Jerusalém, se tornando em uma região altamente importante economicamente para Israel devido ao incansável esforço judaico.

O quê fazer com os moradores árabes que habitavam a Palestina? Observação importante: Palestina nunca existiu como Nação reconhecida pela ONU. Não tem um território, não tem uma moeda, não tem uma língua própria, não tem um Presidente e sim uma “Autoridade Palestina”.

4

5

Israel foi subdividido várias vezes para acomodar o povo árabe que permaneceu em seu território, e um dos locais para este assentamento foi o lugar onde originariamente foi dominada pelos Filisteus : Gaza, que foi entregue aos árabes ‘palestinos’ em 2005.

O Governo de Gaza não se contenta apenas com este território, ele almeja varrer Israel do mapa e dominar Jerusalém, para fazer dela a habitação de  “Alah”, demonstrando que a guerra é espiritual e não física, pois Jerusalém é a habitação do Deus de Israel.(Joel 13:7)

Gaza foi entregue à população palestina a fim de viabilizar um território Palestino de fato.

Gaza foi entregue com toda a infra estrutura necessária para se tornar um País independente.

Fatah – Governo da Autoridade Palestina.

Hamas – Fundamentalistas islâmicos. Grupo Terrorista que matou os líderes do Fatah em Gaza e atualmente foi eleito como Governo oficial de Gaza.

Necessidade dos muros que circundam Gaza, e do bloqueio egípcio e israelense: impedir ataques terroristas dentro de seus territórios.

Gaza: contribuindo para um propósito escatológico.

De “Israel” para “Palestina”:

Tentativa do inimigo de frustrar e anular a identidade de Israel, colocando em seu território  o nome de um dos inimigos mais mortais de Israel, a fim de impedir a memória bíblica e escatológica de Israel como nação fundamental para os últimos dias que antecedem a vinda do Messias .

Gaza: um território que já está ajudando a influenciar a opinião mundial contra Israel, contribuindo fundamentalmente para a montagem do cenário mundial para o anti Cristo e o ajuntamento das nações contra Israel.

Posição de Gaza escatologicamente:

A maioria das nações árabes estão contra Israel e aproveitando a situação em Gaza para agitar o mundo não árabe também contra Israel. (com a ajuda da mídia)

Segundo Joel 3:9,21  ; Zacarias 14:1-4 e Ap. 16:13-16 ; 19:11-21 : O anticristo chefiará as nações do mundo, avançará para exterminar Israel e lutar contra Deus.

Zc.12:3

 “E acontecerá naquele dia que farei de Jerusalém uma pedra pesada para todos os povos; todos os que a carregarem certamente serão despedaçados; e ajuntar-se-ão contra ela todo o povo da terra.

Zc.14:2

“ Porque eu ajuntarei todas as nações para a peleja contra Jerusalém”

Israel clama por oração.

Pedido de um Jornal Israelense:

“Se existir um tempo para oração, este é agora”

A promessa do Senhor:

Joel 3:17

   “E vós sabereis que eu sou o SENHOR vosso Deus, que habito em Sião, o meu santo monte; e Jerusalém será santa; estranhos não passarão mais por ela.”

Zc12:10 :

“Mas sobre a casa de Davi, e sobre os habitantes de Jerusalém, derramarei o Espírito de graça e de súplicas; e olharão para mim, a quem traspassaram; e pranteá-lo-ão sobre ele, como quem pranteia pelo filho unigênito; e chorarão amargamente por ele, como se chora amargamente pelo primogênito. Naquele dia será grande o pranto em Jerusalém, como o pranto de Hadade-Rimom no vale de Megido.”

Continuaremos…

Compartilhe este conhecimentos com seus amigos!

Anúncios